As Conchambranças de Quaderna

ARIANO SUASSUNA

As Conchambranças de Quaderna
Impresso

Sobre o livro

A peça inédita As Conchambranças de Quaderna, de 1987, marcou o retorno de Ariano Suassuna à escrita teatral, após um afastamento de mais de 25 anos. “Conchambrança” é uma corruptela de “conchamblança”, que significa conchavo, combinação. Foi na forma de “conchambrança” que Suassuna ouviu a palavra pela primeira vez, no sertão da Paraíba. Forma que se ajusta perfeitamente ao universo da peça, uma vez que o protagonista, Dom Pedro Dinis Quaderna, traz a público algumas de suas lembranças, contando-nos três imbróglios de que tomou parte e nos quais teve de fazer uma série de conchavos para resolver as situações a contento, tirando proveito de tudo e de todos. Cada um dos três atos, portanto, funciona como uma peça independente, e é Quaderna quem costura os episódios, proporcionando a unidade do espetáculo.

Ariano Suassuna (autor)
Nome completo

Ariano Suassuna (autor)

Categorias

Literatura brasileira

Assunto

  • Teatro
Selo: 
NOVA FRONTEIRA
Auto da Compadecida
Ariano Suassuna
Café
O óbvio ululante
Nelson Rodrigues
A cabra vadia
Nelson Rodrigues
O mistério final
Anna Lee
O mistério da moto de cristal
Carlos Heitor Cony
132 crônicas: Cascos & carícias e outros escritos
Carne Crua
Rubem Fonseca
As Conchambranças de Quaderna
Ariano Suassuna
O memorial do desterro
<
>